O que é Kalimba?

A Kalimba é um instrumento de origem africana milenar, cujo nome original é Mbira. A Mbira ou Quissange, como também conhecida no Brasil, remonta à idade em que o metal chegou na África, mais precisamente na região sul do Zimbábue, onde se tornou símbolo nacional da Música Tradicional e Contemporânea. Conforme foi disseminada pelos diversos povos, apareceram variadas formas e tamanhos de Kalimba de acordo com cada região.

A Kalimba pertence à família dos lamelofones. Os lamelofones são populares por toda África, variando em número de teclas, disposição das notas, e se possuem ou não um ressonador, como cabaça ou caixa de madeira para repercutir seu som.

Os primeiros lamelofones surgiram na região onde se situa o Estado da Califórnia, nos Estados Unidos. Eram feitos de materiais como madeira de ráfia, bambu e outras matérias vegetais, datando de cerca de 1000 a.C. Posteriormente, esse instrumento se espalhou pela América, desenvolvendo-se em cada etnia de forma diferente, dessa forma, cada grupo social atribuiu ao instrumento alterações ao projeto original dando-lhe um nome próprio.

Na África, sempre esteve associado à educação infantil, através de inúmeras cantigas que transmitem a sabedoria e coragem de muitos povos. Até hoje é comum encontrar grupos de crianças a caminho da escola cantando tais cantigas em suas Kalimbas.

Tamanhos de Kalimbas

Kalimbas pentatônicas – 5, 7 e 9 teclas Em seus tamanhos pequeno, médio e grande, afinadas em escalas de variadas culturas do planeta, a kalimba torna-se um valioso aliado no processo de aprendizagem musical tanto infantil quanto adulto, ou simplesmente nos momentos de descontração e lazer, promovendo relaxamento mental e conduzindo-nos por suas paisagens sonoras alegres e suaves.

Kalimba Pentatônica de 7 Notas

A escala pentatônica é uma das formas melódicas mais arquetípicas do planeta, estando presente em todas as culturas ancestrais de um modo ou outro. Por isso ela é tão eficaz na produção de estados alterados de consciência pela sua vocalização e/ou contemplação.

Kalimbas diatônicas – 15 e 17 teclas

Com um som mais profundo e grave, nesse instrumento primoroso é perfeitamente possível o acompanhamento de diversas canções através da formação de acordes, de acordo com a afinação em que a kalimba estiver.

O característico efeito “wah-wah” é conseguido levantando e apoiando a base sobre a coxa, onde ela é preferivelmente tocada a quatro dedos.

Kalimbas cromáticas 25 teclas
Modelo profissional com escala cromática, permitindo ao músico a performance de harmonias mais complexas, modulações e todos os acordes possíveis, refinando ainda mais as possibilidades de arranjo para este instrumento.

Sonoridade da Kalimba

A Kalimba não costuma ser tocada sozinha, sendo sempre acompanhada por outros instrumentos, vocais ou outras Kalimbas.

Trata-se de um instrumento de percussão melódica tocado com as unhas dos polegares ou com as unhas dos dedos indicadores e médios.

A sonoridade da Kalimba remete a gotas de água ou como uma caixinha musical, a suavidade do som cria um espaço de bem-estar instantâneo.

Em sua versão moderna, adaptou-se aos formatos orgânicos de cabaças e madeiras para uma caixa de ressonância retangular ou redonda com teclas de metal afinadas em uma escala ocidental, distante das escalas originais pouco familiares aos ouvidos europeus.

Ajustada para ressonar e para criar notas emocionais, a Kalimba mais do que um instrumento é um artefato espiritual, sendo utilizada como forma de comunicação com os antepassados na cultura tradicional africana, onde seu som é considerado sagrado, tanto em cerimônias religiosas como em encontros sociais.

Gostou? Adquira sua Kalimba e outros instrumentos de percussão na Loja Krunner, rua Dr. Cesar Bierrenbach, 209 – Centro – Campinas, SP ou acesse www.krunner.com.br

Até breve em nossa próxima matéria 🙂